Online e também em São Paulo, Porto Alegre e Madrid

Luisa Borba

PontasPijama na rua
image 14 Pijama na rua

Pijama na rua

S

Sempre gostei, desde o tempo que era estilista, de entender e decodificar as tendências de moda. Nunca gostei de receber uma informação pronta e deu. Sempre quis entender, questionar, ver se fazia sentido.

Alguém ou alguma revista falar o que está na moda e TER QUE vestir determinada referência só por que está na moda nunca fez muito sentido para mim.

Já faz mais de 1 ano que peças inspiradas em pijamas estão sendo usadas fora do contexto casa/cama. Para mim não fazia muito sentido porque não achava esteticamente bonita a combinação. Mas aí, ontem sai com uma camisola por baixo de um blazer e todo esse mood slip dress começou a fazer sentido.

pijama na rua 9 634x1024 1 Pijama na rua

A sensação de liberdade e desapego que senti foi incrível.

E me peguei pensando que talvez essa tendência tão forte e que já dura algum tempo, de usar peças inspiradas nos pijamas, seja uma maneira de as pessoas sentirem-se mais livres, leves e desapegadas de tantos padrões e pré-conceitos que a gente carrega.

Colocar o pijama é quase um momento ritualístico. Tirar aquela roupa, sutiã, sapato que nos apertou o dia inteiro e nos sentirmos livres e “aconchegadas” dentro de uma pijama gostoso e confortável é tão gostoso como um abraço.

Talvez o maior desejo do ser humano seja sentir-se pertencente. Eu encaro isso como sentir-se amado, querido, acolhido, em paz … e não é justamente isso que um pijama faz conosco?

Um beijo grande e um abraço tão gostoso quanto um pijama limpinho e cheiroso!

Luísa

*Uma cliente me contou que a vó dela foi certa vez em um baile com uma camisola bonita q ela tinha. “Ah a camisola era tão bonita porque eu ia usar só em casa?”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *